Zeeba mostra sua verdadeira essência no lançamento de seu primeiro álbum - Juliana Rangel

Zeeba mostra sua verdadeira essência no lançamento de seu primeiro álbum

Compartilhe:

If you get to hear me now.” Esse foi o verso que mudou a vida de Marcos Lobo Zeballos, o famoso Zeeba, que se apresenta pela primeira vez em Ribeirão Preto, nesta sexta-feira, 3. Natural da Califórnia, nos Estados Unidos, o cantor é filho de brasileiros e viveu no País até os seus 19 anos, quando voltou ao seu estado natal para estudar música e por lá viveu cinco anos.

Apesar de ter explodido através de músicas eletrônicas e cantadas em inglês, Zeeba mostrou a sua verdadeira essência no seu novo álbum “Tudo Ao Contrário”. Diferentemente do que todos estavam acostumados, o cantor lançou em Março esse seu primeiro EP, totalmente em português e com a participação de diversos artistas.

Produzido durante a pandemia da Covid-19, o disco traz uma proposta de alto astral para todos aqueles que o escutam. Segundo Zeeba, “o álbum é um relato da pandemia. Ele tem muitas músicas reflexivas e músicas para cima. Ele tem um começo, meio e fim, então ele começa lá em cima, depois vai ficando mais pensativo e finaliza de forma mais íntima, tanto que a última faixa foi gravada direto de um celular, que é a “Quem sabe por aí”. Eu quis passar essa coisa bem íntima, bem como se a pessoa estivesse na sala, junto com a gente escutando.”

Com um repertório totalmente novo e característico, o cantor visita Ribeirão Preto pela primeira vez e fará duas apresentações no mesmo dia, em locais diferentes.

Zeeba se apresenta em Ribeirão Preto nesta sexta-feira, 3. (Foto: Jimmy Carreiro)

Livre da batida eletrônica e com um conceito totalmente orgânico, o cantor conversou com nosso portal e contou mais detalhes sobre sua carreira e seu novo projeto. Confira a entrevista exclusiva:

Vítor Neves (Juliana Rangel News): Zeeba, para começarmos o bate-papo, me fala um pouco sobre seu álbum. Como você define o “Tudo Ao Contrário”?

Zeeba: “Tudo Ao Contrário” é um álbum que, como já diz o nome, é ao contrário do que a galera espera do Zeeba. É um álbum inteiro em português, com dez músicas inéditas e duas ali que entraram, a “Só Pensando Em Você” e a “Tudo Que Importa”, que foram músicas que eu fiz um pouquinho antes da pandemia começar. No geral, o álbum é um relato, um documento, da pandemia. Ele tem muitas músicas reflexivas e músicas para cima. Tem um começo, meio e fim, então ele começa lá em cima, depois vai ficando mais pensativo e finaliza de forma mais íntima, tanto que a última faixa foi gravada direto de um celular.

Tem a “Passeio”, uma música que veio depois de uma conversa com o meu avô, antes dele partir, tem várias parcerias lindas, com pessoas que eu conheci na pandemia, de artistas que eu já admirava muito também.

Vítor Neves: Qual a sua música preferida desse álbum? E da sua carreira, existe alguma que você possui um apego maior?

Zeeba: Não tenho nenhuma favorita, mas acho que se eu tivesse que escolher seria a própria “Tudo Ao Contrário”. É uma música muito para cima, foi uma das últimas a serem feitas, mas foi muito louco, porque eu estava conversando com uma das compositoras e ela perguntou “ah, Zeeba, como é que estão as coisas e eu falei “pô, to feliz para caralho” e ela disse “meu você tem que botar isso numa música”. (risos)

Fico muito feliz em fazer o que eu realmente quero. Indo para esse lado mais banda, mais orgânico, me juntando com um pessoal muito massa, fazendo meu som em português, de um jeito que eu acho que me representa, então acho que se eu fosse escolher uma música seria essa, “Tudo Ao Contrário.”

Ela meio que resume o álbum, mas traz também uma felicidade, uma coisa para cima, que a gente estava precisando muito antes de acabar a pandemia. Nesse mundo de caos, às vezes é bom a gente procurar a felicidade dentro da gente e essa música acho que traz muito isso.

Vítor Neves: Que legal! E cara, além do feat com o Alok, você já trabalhou com outros artistas nacionais, como Manu Gavassi, Carol Biazin, recentemente Clarissa e Mallu Magalhães. Como foi para você trabalhar com essas pessoas?

Zeeba: As participações, as parcerias que eu fiz foram incríveis, né? Eu gosto muito de todos os artistas com quem eu já trabalhei. É difícil falar de todos, um por um, mas a Mallu foi uma parceria muito especial para mim, porque eu a acompanho desde pequeno, desde o colégio a gente se conhece. Ela também cantava em inglês no começo, aí fez um trabalho em português… sempre admirei ela. Foi muito legal quando ela topou fazer a “Só Pensando Em Você”. Fiquei muito feliz. Foi uma das conquistas que eu considero na minha carreira, de ter chegado num ponto de poder fazer um som com ela… foi muito massa.

Todas as parcerias foram incríveis. A Manu Gavassi, putz, a Manu é uma pessoa muito incrível. Eu conheci ela antes do BBB e consegui conhecer ainda mais lá dentro da casa. É uma pessoa que eu admiro muito… é muito inteligente, tudo que ela faz tem um perfeccionismo, uma coisa ali que tudo fica muito lindo. A Carol tem uma voz incrível, é uma baita compositora, os meninos do Outroeu… nossa, todo mundo que eu cheguei a colaborar, que eu conheci, são pessoas incríveis que eu admiro muito.

Vítor Neves: E me diz uma coisa, após esses dois anos de isolamento, como está sendo esse seu retorno aos palcos?

Zeeba: Tem sido muito massa, muito legal ver a galera cantando, escutando as músicas que eu soltei antes da pandemia. A “Tudo Que Importa”, a primeira em português, ela fez um certo sucesso e foi muito louco ver as pessoas cantando depois de dois anos que foi lançada. Tem sido muito divertido fazer o show.

Também estou com um formato novo, fazendo shows mais de teatros, mais intimistas… estou fazendo shows que eu estou gostando mais, de estar mais perto das pessoas.

Vítor Neves: Que bacana. E essa é a sua primeira vez em Ribeirão Preto. Você se apresentaria em um evento de 2020, mas devido a pandemia, foi cancelado. O que você espera do povo ribeirão-pretano na noite das suas apresentações?

Zeeba: Estou super ansioso para encontrar com a galera de Ribeirão. O pessoal está me esperando, acho que desde o evento que ia rolar, então pô, vai ser muito massa esse encontro, agora com músicas novas, com formato novo, vai ser muito legal estar com o pessoal e cantar as músicas clássicas, as parcerias nas versões novas mais orgânicas e as músicas novas, né? Eu ‘tô’ muito ansioso para ver como vai ser com o pessoal. ‘Tô’ muito feliz de estar voltando para Ribeirão.

Vítor Neves: Você já tem algum novo projeto em mente? Poderia soltar um spoiler para nossos leitores?

Zeeba: O próximo lançamento vai ser um lançamento com a Mariana Nolasco e com o Pedro Calais. Vai sair em breve… final de junho. Então esse é o próximo projeto, a última música do álbum, para fechar o “Tudo Ao Contrário.”

A gente foi soltando aos poucos, então esse é o próximo trabalho que está para sair. ‘Tô’ muito feliz de estar fechando esse ciclo do álbum.

Vítor Neves: Show! Para a gente finalizar, manda uma mensagem para os seus fãs, principalmente os de Ribeirão Preto.

Zeeba: Cara, os fãs são tudo! São o que fazem a máquina aqui mexer, fazem as coisas funcionarem e eu acho que os fãs são os maiores presentes que qualquer artista pode ter, né? Eu escuto muito os fãs, as opiniões e eu fico muito feliz quando a galera se envolve mesmo nos projetos, junto comigo. Acho que ter pessoas que pensam como eu penso, junto comigo na jornada, é uma coisa muito especial, então só tenho a agradecer e espero todo mundo no show em Ribeirão. Encontro com vocês lá! Vai ser muito massa. Um beijão a todos!